Untitled Document
18/12/2009

  O Arroto do Boi!

O Arroto do Boi!

 

Dr. Jajáh*

 

“Os donos do mundo e seus sábios reunidos em Copenhague ainda não se entenderam sobre como salvar o planeta.” (VEJA – 16 de dezembro 2009)

 

 

Meus amigos, vocês sabem onde está o nosso Presidente hoje, neste momento? Isso mesmo. Parabéns. Vocês estão por dentro das coisas. Ele, o nosso Presidente, está, com mais cento e noventa e um chefes de estado, reunidos em Copenhague – Capital da Dinamarca, discutindo o amanhã do planeta terra e da humanidade. Na Conferência Climática da ONU – COP15.

Dinamarca, meu amigo, é um país Escandinavo e fica na Europa Setentrional. Tem a seu favor duas medalhas de ouro: o mais alto nível de igualdade de riqueza do mundo e o país menos corrupto do mundo, juntamente com a Suécia e a Nova Zelândia. É considerado o lugar mais feliz do mundo.

Nenhum “poderoso” foi sozinho a essa grande reunião. Só o nosso Presidente levou consigo 743 políticos, funcionários de prefeituras, representantes sindicais, cientistas, estudiosos e outros pitaqueiros (a delegação dos Estados Unidos é composta por 191 pessoas, a do México, por 31). Até aquele ministro brasileiro que fala pelos cotovelos – o do Meio Ambiente – que polui a atmosfera de tanto falar, está lá fazendo o que mais sabe: falando. Dando pitacos.

Mas o que essas autoridades estão fazendo lá numa reunião tão demorada e com tanta gente? Ocorre que descobriram que o planeta terra está em rota de autodestruição. Daqui uns dias faltarão três coisas: comida, água e oxigênio. Algumas descobertas (antigas!) altamente ameaçadoras precisam ser discutidas e as possíveis soluções encaminhadas.

Um dos fatos altamente preocupantes é a superpopulação do planeta. A quantidade de comida produzida não é capaz de manter vivos todos os que dela precisam. Quando Jesus Cristo nasceu a humanidade se constituía de 225 milhões de pessoas e a expectativa de vida era de 25 anos. Hoje esse número atingiu a cifra de 6,8 bilhões e a expectativa de vida pulou para 73 anos e 10 meses. É muito mais gente vivendo mais e comendo mais. Sabe-se que o planeta comporta, sem risco de exaustão, uma população de 5,1 bilhões de pessoas.

O outro fator (mas não são sós esses dois!) é a emissão de gases poluidores, nocivos à vida sobre a terra. É nesse ponto que os dois mais “ricos e sábios” diagnósticos foram produzidos. As grandes pérolas do COP15. Um por não sei quem (mas desconfio) o outro pelo nosso ilustrado presidente (aqui com letra minúscula).

O primeiro sábio diagnóstico – O grande responsável pela poluição gasosa na atmosfera não é o descomunal e descontrolado desmatamento – descobriu-se a superfície terrestre. Não são as indústrias e os veículos tocados a combustível fósseis que jogam na atmosfera toneladas de gases por segundo o dia inteiro, o mês inteiro, o ano inteiro.

Sabe qual é? Não sabe? Eu também não sabia. Cientistas da dimensão do nosso ministro do meio ambiente (aqui também escrito com letras minúsculas) – eu até penso que é dele esta grande descoberta, mas disso eu não tenho certeza – descobriram que o boi – o vacum – se alimenta em dois momentos. Isso eu já sabia. No primeiro momento ele – o boi, não o ministro – manda para dentro o capim. No segundo momento ele rumina. Nesse momento ele – o boi – arrota. Joga pela boca ruidosamente gases produzidos no estômago. Esse gás é o metano (CH4) ( o CH3 é o radical meteno). E esse gás metano lançado no ar pelo boi produz todo desatino e ameaça para a humanidade.

Se o meu pai lesse isso, é como se eu estivesse vendo, colocaria as duas mãos na cabeça e diria: “Minha Nossa Senhora d’Abadia!”. Portanto, como você pode perceber, o grande vilão é o boi.

O segundo sábio diagnóstico – este do nosso sábio presidente. “O grande pobrema é que a terra é redonda e fica girando. Isso faz com que a gente fica de cabeça pra baixo respirando os gases venenosos que os paises ricos eliminam. Se a terra fosse quadrada ou retangular isso nunca ia acontecer.” Portanto, agora a conclusão é minha, se conseguirmos voltar para a Idade Média – época em que a terra era quadrada – resolveremos a questão ameaçadora do planeta terra.

Essas duas sapientíssimas teorias ocuparão os livros que os nosso filhos e netos estudarão, como a Teoria da Relatividade, de Einstein (1905) e a Teoria Quântica, de Max Planck (1900) ocuparam os nossos livros e as nossas cabeças.

Meu querido amigo, “quem cuida, tem!”. Vamos cuidar e sempre teremos.

O autor é médico em Dourados/Campo Grande – Mato Grosso do Sul – O Estado do Pantanal.

www.jajah.med.br  /  jajah@jajah.med.br


«Voltar